A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira, 17, que “jamais imaginava viver esse momento histórico” entre Cuba e Estados Unidos, que hoje anunciaram o retorno das relações diplomáticas, rompidas há 53 anos. “Nós lutadores sociais nunca imaginávamos, jamais imaginamos viver esse momento histórico. Quero cumprimentar o presidente Raúl Castro, o presidente Barack Obama e também o papa Francisco”, disse Dilma.

Estados Unidos e Cuba deram um passo histórico nesta quarta-feira e decidiram restabelecer relações diplomáticas rompidas desde 1961 e adotar uma série de mudanças que ampliarão o comércio e o fluxo de pessoas entre os dois países. Nos próximo meses, os americanos devem abrir uma embaixada em Havana, colocando fim a um período de cinco décadas sem presença oficial na ilha. Nesta quarta, 17, os presidentes Barack Obama e Raúl Castro conversaram por telefone por quase uma hora, no primeiro contato do tipo entre líderes dos dois países desde a Revolução Cubana.

A presidente Dilma participa de reunião de Cúpula do Mercosul na Argentina.