O escritor Fernando Morais se reuniu por cerca de duas horas e meia com a presidente Dilma Rousseff para ouvir dela um depoimento sobre o tempo em que conviveu com ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para o livro que está escrevendo sobre o ex-metalúrgico. O livro abrangerá os anos de 1980 a 2010 e mais de 50 pessoas já foram ouvidas por ele.

“É um livro que não é uma biografia, é um livro que vai da prisão dele em 1980 até o fim do segundo governo. Estou ouvindo todo mundo que conviveu com ele nesse período, não só da área política, mas da área sindical, polícia, gente que prendeu ele”, contou Morais, após sair do encontro, no Palácio da Alvorada. Fernando Morais disse que estava há algum tempo pedindo a audiência com a presidente e que a conversa “foi ótima”.

O escritor não informou quando o livro será lançado e nem o seu conteúdo, nem mesmo o que lhe disse a presidente. “O livro está prontinho, só falta escrever”, brincou ele, sem adiantar nenhum detalhe do texto. Ele contou que está há dois anos e meio “grudado” no Lula recolhendo dados, “desde antes da doença”, que o acometeu em 2011, só parando durante o período de tratamento. Depois, lembrou que viajou o mundo inteiro ao lado do ex-presidente ouvindo seu depoimento.