O Tribunal de Contas do Estado (TC) determinou a devolução de mais R$ 787.764,26 aos cofres da Câmara Municipal, por irregularidades nos gastos com publicidade entre 2006 e 2011, período em foi presidida pelo ex-vereador João Claudio Derosso. Ele, dois ex-servidores do Legislativo e quatro empresários também receberam 70 multas, que somam cerca de R$ 675 mil. Cabem recursos das decisões.

A soma a ser devolvida se refere à seis processos de tomada de contas extraordinária julgados pela Primeira Câmara do TC. Até agora, foram analisados oito processos de um total de 58 em relação aos gastos com publicidade da Câmara em parte da gestão Derosso. No total, a devolução de recursos já chega a R$ 1.895.382,52, em decisões tomadas nos últimos três meses.

As 58 tomadas de contas foram abertas a partir de auditoria realizada por técnicos do tribunal na licitação e nos contratos de publicidade assinados, em 2006, entre a Câmara e as agências Visão Publicidade e Oficina da Notícia. Os contratos duraram até 2011 e resultaram no desembolso de R$ 34 milhões.

Paraná Online no Facebook