Foto: João de Noronha/O Estado

Assembléia: vai começar a 16.ª Legislatura no Paraná.

Os 54 deputados estaduais eleitos e reeleitos na última eleição tomam posse hoje na Assembléia Legislativa. A sessão solene da 16.º Legislatura será presidida pelo deputado Duílio Genari (PP), às 15 horas, no Plenário da AL. Além de prestarem juramento constitucional, os deputados vão realizar também a eleição para o cargo de presidente e os demais membros da mesa executiva da Assembléia para os próximos dois anos.

Até o momento, e somente um deputado se candidatou à presidência da Assembléia, o deputado Nelson Justus, que foi eleito pela quinta vez e está praticamente garantido como o próximo presidente da Casa. Por enquanto, na chapa encabeçada por Justus, estariam também os deputados Alexandre Cury (PMDB) – primeira secretaria -, Luciana Rafagnin (PT) – segunda secretaria -, Cida Borghetti (PP) – quarta secretaria -, Chico Noroeste (PL) – quinta secretaria -, Antonio Anibelli (PMDB) – primeiro vice -, Augustinho Zucchi (PDT) – segundo vice -, e Felipe Lucas (PPS) – terceiro vice.

Lideranças

Embora ainda não se tenha a confirmação do governo do Estado, o nome do deputado Luiz Cládio Romanelli é o mais cotado para assumir a liderança do governo. E na liderança do PMDB hoje se resolve a disputa entre os deputados Artagão Júnior e Waldyr Pugliesi. Segundo o secretário-chefe da Casa Civil, Rafael Iatauro, o líder do PMDB deverá ser decidido pelos próprios deputados.

Embora a liderança de oposição só vá ser definida após ser finalizada a eleição da mesa executiva e o preenchimento das vagas nas comissões, conforme informou o deputado Durval Amaral, a oposição promete voltar ampliada nesta legislatura. Se antes eram entre sete a nove deputados, agora o número total pode chegar a 16.

A intenção do atual líder da oposição, Valdir Rossoni (PSDB), é a de que os deputados fiscalizem as obras que o governo anunciar que está realizando. ?Vamos sair do plenário, bater perna, fiscalizar obras no local onde o governo anuncia que está construindo?, disse.

A cerimônia vai ser acompanhada pelo governador Roberto Requião (PMDB), pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Tadeu Marino Loyola Costa, além de outras autoridades estaduais e municipais. Deve ser a última solenidade que Loyola Costa participa em seu mandato como presidente do Tribunal de Justiça (TJ), já que o desembargador deixa o cargo hoje às 18h. No lugar de Loyola Costa assume José Antônio Vidal Coelho.