O deputado estadual Jocelito Canto (PTB) apresentou novos documentos relativos às contas da Prefeitura de Ponta Grossa durante o exercício de 1998 ao Tribunal de Contas do Estado do Paraná. Quem recebeu o parlamentar na tarde desta terça-feira (29), foi o conselheiro Fernando Guimarães. Canto, que estava acompanhado da advogada da prefeitura Regina Woloch, demonstrou, por meio de dados, que naquele ano foram investidos mais de 25% na educação, conforme prevê a Constituição Federal, contestando a alegação de que tinham sido investidos apenas 23,5%.

Com a documentação recebida pelo conselheiro Guimarães, agora cabe a análise para uma nova avaliação. Mas, segundo o conselheiro, os dados serão considerados. ?O ex-prefeito e deputado Jocelito Canto trouxe fatos novos à prestação de contas de 1998. Vou fazer uma análise. Estes documentos até então não tinham sido discutidos?, afirmou Guimarães.

De acordo com Canto, os elementos não foram considerados no processo de apreciação das contas pelo Tribunal. Estes documentos, inclusive, já foram apresentados à Câmara Municipal de Ponta Grossa na segunda-feira. De acordo com o parlamentar, a conversa com o conselheiro Guimarães foi positiva, pois possibilitou que novos elementos relacionados à prestação de contas fossem considerados.

?O conselheiro Fernando Guimarães vai analisar estes documentos que comprovam que investimentos os 25% mínimos na educação, a exemplo dos outros anos, 1997 e 1999, quando investimos 31%. Foram novos dados e elementos às contas de 1998 e que precisam ser considerados?, disse Jocelito Canto.