enkontra.com
Fechar busca

Política

Livre

Denunciado pelo MP, Nelson Justus é livrado por conselho

43 mil páginas de processo “tinham caráter apenas informativo à Assembleia”

  • Por Euclides Lucas Garcia

Por unanimidade, o Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Paraná arquivou ontem o processo disciplinar contra o deputado estadual Nelson Justus (DEM), por supostas irregularidades no exercício da presidência da Casa, entre 2007 e 2010.
No parecer, o relator do caso, Missionário Ricardo Arruda (PSC), elenca cinco argumentos para justificar o arquivamento. Segundo ele, as 43 mil páginas da denúncia criminal oferecida à Justiça contra Justus pelo Ministério Público (MP) tinham caráter apenas informativo à Assembleia. Para ser analisado pelo Conselho de Ética, deveria ter havido uma denúncia ou representação.

Arruda afirma ainda que a denúncia aponta condutas penais de Justus, mas nenhum ato previsto no regime interno da Casa, como quebra da ética e do decoro parlamentar. Também cita que o próprio conselho arquivou, em novembro de 2010, um pedido de cassação contra o deputado do DEM.

Além disso, o relatório diz que as acusações contra Justus se referem ao período 2007-2010. Nesse caso, segundo Arruda, deve ser respeitado o “princípio da unidade de legislatura”, de acordo com o qual os atos cessam a cada quatro anos, “dissolvendo-se todos os vínculos com a legislatura precedente”.

Por fim, o parecer menciona a decisão do desembargador Guilherme Freire, do Tribunal de Justiça, que negou o afastamento liminar de Justus da Assembleia ao receber a denúncia do MP.

A denúncia aponta que a presidência da Assembleia, na época de Nelson Justus, chegou a ter dez vezes mais funcionários do que o limite permitido. As investigações também mostraram que Luiz Alexandre Barbosa, homem de confiança de Justus, chegou a fazer, num único dia, 17 saques de contas correntes distintas de funcionários da Assembleia, no prazo de quatro minutos, totalizando R$ 88 mil.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

12 Comentários em "Denunciado pelo MP, Nelson Justus é livrado por conselho"


osnei ribeiro
osnei ribeiro
4 anos 28 dias atrás

nao tem jeito o negocio é votar em branco na ploxima eleiçao, é muita cachorrada da nojo de ler matéria como ésta. pt psdb dem nao tem aquele que possamos acreditar sao todos um bando de fdp…

JOSÉ  H.D. jr.
JOSÉ H.D. jr.
4 anos 28 dias atrás

OS BURGUESES QUE ESPARRAMARAM ÓDIO AO PT E DILMA EM 12 DE ABRIL DEVEM ESTAR CONTENTES AGORA PELA BESTEIRA DE ELEGER PSDB E DEM PARA O PODER!! QUE VERGONHA!!!! LULA 2018 E NÃO TEM PARA NINguém!! GRAÇAS A DEUS QUE PATÉCIO NÃO GANHOU!!!

o mais vitorioso do Brasil
o mais vitorioso do Brasil
4 anos 29 dias atrás

A LADOAGEM ESTA TAO FORTE QUE NEM A PODEROSA REDE GLOBO CONSEGUE DERRUBAR…

o mais vitorioso do Brasil
o mais vitorioso do Brasil
4 anos 29 dias atrás

VERGONHA,,, VERGONHA SEUS FILHOS E NETOS SE TIVEREM UM POUQUINHO DE CONCIENCIA DEVER ESTA ENVERGONHADO ATE DE IR A ESCOLA …..

Marcos O Fera
Marcos O Fera
4 anos 29 dias atrás

Cambada de vagabundos. Tudo farinha do mesmo saco. Troca de favores entre eles. Não salva um lá dentro…

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas