O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à reeleição, aparecem na liderança de pesquisa de intenção de voto divulgada nesta quinta-feira, 2, pelo Instituto Datafolha, com 50%. O candidato Paulo Skaf (PMDB) vem em seguida, com 22%.

O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT) aparece com 11%. Os candidatos Gilberto Natalini (PV), Laércio Benko (PHS) e Gilberto Maringoni (Psol) estão empatados com 1% cada. Raimundo Sena (PCO), Wagner Farias (PCB) e Walter Ciglioni (PRTB) não pontuaram. Os votos em branco e nulos somaram 7%. Não sabem ou não responderam 7% dos eleitores entrevistados.

Com a porcentagem, Alckmin ganharia a disputa pela reeleição no primeiro turno. Na pesquisa anterior, feita pelo Datafolha na segunda, 29, e terça-feira, 30, ele tinha 49%, seguido por Skaf (23%) e Padilha (10%). O levantamento foi contratado pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo.

A sondagem divulgada nesta quinta-feira foi feita nesta quarta, 1º, e hoje. Foram ouvidos 2.112 eleitores em 60 cidades paulistas. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95% – se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo Nº SP-00054/2014 e BR-00933/2014.

Rejeição

O instituto mostrou ainda a rejeição dos candidatos. A maior é a de Padilha, que tem 37%. Em seguida, vêm Skaf (23%), Alckmin (22%), Sena (18%), Maringoni (17%), Farias (17%), Natalini (16%), Benko (16%) e Ciglioni (14%). No total, 7% afirmaram que não rejeitam nenhum deles e 4% que rejeitam todos; 9% não opinaram.

Segundo turno

O instituto fez simulação de segundo turno entre Alckmin e Skaf. O governador de São Paulo e candidato do PSDB à reeleição ficou com 56% e Skaf, 31%. Os votos em branco e nulos somaram 9% e não sabem ou não responderam 3% dos eleitores entrevistados.

O Ibope também fez simulação de segundo turno entre Alckmin e Padilha. Nesse caso, Alckmin obteve 65% e o candidato do PT, 23%. Votos em branco e nulos totalizaram 9% e não sabem ou não responderam, 3%.

Avaliação do governador

Na mesma sondagem, os entrevistados responderam a respeito da avaliação do governo Alckmin. De acordo com o instituto, 48% afirmaram que ele é “ótimo ou bom”. Outros 34% disseram que ele é regular. Os que dizem que ele é “ruim ou péssimo” são 17%.

O Datafolha também perguntou qual nota o entrevistado dá para a atuação do governo Geraldo Alckmin, de zero a dez. A pesquisa apontou que os entrevistados deram nota 6,3.