Ao Ao lançar o programa Brasil Carinhoso na segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff (PT) anunciou a liberação de recursos para construção de novas creches em 65 municípios. Apesar da expectativa que fosse contemplada, Curitiba ficou de fora da lista, que prevê a construção de 1.500 unidades. A prefeitura contava com os recursos do governo federal para a ampliação da rede com 22 novas creches.

A boa notícia é que 12 municípios da região metropolitana estão na lista. Somente nessas cidades, 21 creches serão construídas com os recursos do governo federal. Segundo o deputado federal André Vargas (PT), o motivo de Curitiba ter ficado de fora seria a existência de algumas “pendências técnicas”. No entanto, a prefeitura tem outra versão.

“Nosso cadastro foi feito no período indicado, mas depois da análise, pediram outras informações sobre os projetos. Isso demandou mais tempo, que se alongou mais por não conseguirmos incluir as informações no sistema deles, que estava fora do ar”, justifica a superintendente executiva da Secretaria Municipal de Educação, Daniele dos Santos.

Vagas

A prefeitura ainda tem expectativa de ser contemplada na próxima lista, que será divulgada no final do ano. Atualmente, Curitiba tem cerca de 43 mil vagas em creches, o que corresponde a 40% da população total de 85 mil crianças na faixa etária de abrangência. Com as obras em andamento e as 22 unidades programadas, a rede ganharia mais de 8 mil vagas. O objetivo da prefeitura é atender 50% da população até 2014..