A cirurgia do presidente Jair Bolsonaro para correção de uma hérnia foi concluída, após cerca de cinco horas de procedimento, informou a equipe do hospital Vila Nova Star, na Capital. O procedimento teve início por volta das 7h35 deste domingo (8).

+Leia também: Após acordo com a Lava Jato, pedágio para o litoral e outras 5 praças vai baixar

O porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, disse que Bolsonaro tem quadro estável, se recupera em apartamento e, por orientação médica, terá visita restrita por recomendação médica. De acordo com o médico Antonio Macedo, a partir de segunda-feira (9) o presidente terá dieta líquida e o tempo de recuperação está previsto entre cinco e seis dias.

Após uma semana ou dez dias, o presidente poderá voltar para Brasília. Mais informações sobre o estado de saúde do presidente serão repassadas por Rêgo Barros mais tarde, com transmissão pela EBC.  O vice-presidente Hamilton Mourão assume o cargo por cinco dias a partir deste domingo.

+Leia também: Paraná terá escritório de inteligência inspirado nos EUA, inaugurado por Moro

Cirurgias anteriores

O presidente passou pela quarta intervenção cirúrgica após a facada que sofreu há um ano, em Juiz de Fora (MG), durante um ato da sua campanha presidencial. A nova cirurgia foi para corrigir uma hérnia incisional (saliência de tecido) surgida no local das intervenções anteriores.

Três filhos do presidente estão no hospital para acompanhá-lo. O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) chegou por volta das 9h30 ao hospital. O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) chegou mais cedo, enquanto o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), veio ontem, 07, com a comitiva do presidente, assim como a primeira-dama Michelle.

Saiba pra onde vai o dinheiro arrecadado pelo governo com a Mega Sena e outras loterias