Com o lançamento da pré-candidatura do deputado federal Ciro Gomes à presidência da República, o PSB do Paraná está em palpos de aranha. Com estreitas ligações com o PSDB, o partido estava prontinho para subir ao palanque tucano em 2010 na campanha para o governo.

Mas agora, a direção nacional poderá exigir um palanque para Ciro no Estado. A possibilidade está tirando o sono das lideranças do partido. “Melhor nem pensar nisso agora”, disse o deputado estadual Reni Pereira, um dos poucos do partido que ainda não tinha feito juras de amor eterno ao candidato do PSDB. “Juras só faço quando tenho certeza”, justificou.