Nelson Jr./SCO/STF
O novo ministro preencherá a vaga deixada por Carlos Ayres Britto, que se aposentou compulsoriamente em novembro do ano passado.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta sexta-feira (17) que o processo de escolha do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) está em fase final.

De acordo com ele, o nome indicado pela presidenta Dilma Rousseff deverá ser conhecido ainda este mês. Esta é a primeira vez que o Executivo dá uma informação concreta sobre o processo seletivo.

O novo ministro preencherá a vaga deixada por Carlos Ayres Britto, que se aposentou compulsoriamente em novembro do ano passado ao completar 70 anos. Desde então, houve muita especulação sobre possíveis nomes.

Mesmo anunciando que o processo está em fase final, Cardozo preferiu não dizer se ainda há candidatos a serem entrevistados. A escolha do novo ministro pode influenciar diretamente o julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Dependendo da data da escolha, ele poderá participar do julgamento dos recursos. Geralmente, o prazo entre a indicação e a posse é de aproximadamente um mês.

Após ser indicado pela presidenta Dilma, o nome do ministro ainda precisa ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado e pelo plenário da Casa. Com a confirmação, começam os preparativos de cerimonial no STF.