enkontra.com
Fechar busca

Política

Polêmica

Candidato a vereador é detido por ouvir rap muito alto no Centro

No boletim de ocorrência feito pelos agentes que atuaram na detenção, foi informado que os guardas foram acionados por um funcionário da Casa da Leitura da Rua do Rosário

  • Por Leilane Benetta
Foto: Daniel Castellano.

O candidato a vereador de Curitiba pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Renato Almeida Freitas Junior, foi detido pela Guarda Municipal por desacato e perturbação de sossego, na tarde desta quinta-feira (25). Ele estaria ouvindo rap em volume alto, no Centro de Curitiba.

Segundo nota divulgada pela Guarda Municipal, no boletim de ocorrência feito pelos agentes que atuaram na detenção, foi informado que os guardas foram acionados por um funcionário da Casa da Leitura da Rua do Rosário.

Foto: Daniel Castellano.

Foto: Daniel Castellano

De acordo com a GM, o trabalhador relatou que Renato estava ouvindo música em alto volume e “causava perturbação”. No boletim, os guardas afirmaram que foram desacatados pelo candidato a vereador quando pediram que ele abaixasse o som. Renato foi encaminhado pelos guardas ao 3º Distrito Policial.

No final da tarde desta quinta, Renato já tinha sido liberado do 3º Distrito. Emocionado, ele gravou um vídeo, que foi publicado no Facebook. Demonstrando nervosismo, Renato contou que o guarda chegou perguntando de quem era o carro estacionado, e que ele respondeu que era dele e a revista poderia ser feita, mas ele queria observar o procedimento. De acordo com ele, o agente respondeu “você não tem que deixar nada”.

Foto: Daniel Castellano.

Foto: Daniel Castellano

Renato contou que se identificou como advogado e mostrou os documentos e, segundo ele, o guarda teria questionado “por que você é advogado acha que pode dizer o que a polícia pode fazer?”. Depois disso, o candidato afirma ter sido agredido com soco na nuca e algemado. Ele disse que amigos deles também sofreram agressões. “Pisaram umas três vezes em mim”, comentou, no vídeo. Renato também relata ter sofrido ofensas raciais.

Na delegacia, o advogado afirma que foi deixado nu. “Me despiram, na frente dos policiais civis – inclusive de uma policial mulher -, e me deixaram em uma cela”.

Ainda conforme a nota da GM, “qualquer informação adicional sobre o caso pode ser encaminhada à Ouvidoria da Guarda Municipal, que faz apuração rigorosa de toda denúncia registrada”.

Foto: Daniel Castellano.

Foto: Daniel Castellano

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

23 Comentários em "Candidato a vereador é detido por ouvir rap muito alto no Centro"


Everton
Everton
2 anos 8 meses atrás

O mais terrível é a apologia a violência. Lamentavelmente é triste, varias pessoas tomam partido sem apurar fatos. Foi constatado o volume com aparelho medidor de decibéis? Ou foi apenas o relato do policial que não gostou de ser confrontado com verdades. Naõ concordo com som alto e violência.

Everton
Everton
2 anos 8 meses atrás

Nem violência.

Нилцеу
Нилцеу
2 anos 8 meses atrás

Uma coisa é certa: ngm. mais aguenta esse JACÚS, circulando com som lá nas nuvens!!
Será que eles acham que o povo é obrigado a ouvir a merda que eles ouvem???

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
2 anos 9 meses atrás

O único jeito de tratar “JACÚ-BOYS” é a polícia dando porrada, multas e apreendendo os carros! Um cara que é candidato a vereador ficar aprontando e infernizando a vida de outras pessoas merece é umas porradas na cara e dormir na cadeia mesmo! Que o TRE casse a candidatura deste infeliz, afinal ele não presta nem como candidato, imagine se for eleito pelos amiguinhos de farra?!?

Cid Pest
Cid Pest
2 anos 9 meses atrás

Se existe algo mais insano, mais desrespeitoso,mais vil, são estes tipos “jacú-boys” que só tem ouvidos para porcarias e que nem de longe deve ser considerado como música.Acham eles que as pessoas ao seu redor irão aplaudí-los, ledo engano, a grande maioria de pessoas de bem, sensatas, odeia este tipo de gente que sequer respeitam a privacidada alheia, não querem nem saber se existe pessoas doentes, crianças dormindo ou idosos querendo repousar, são verdadeiros amebas asquerosos que merecem sempre punição severa dos orgãos policiais.

marcio jorge
marcio jorge
2 anos 9 meses atrás
Bom dia! Cabe esclarecer que sa leis e igual para todos. Sendo esse cidadão um advogado deveria saber que ele não está acima destas leis. Existem os direitos e também há os deveres constitucionais. Perturbar o sossego alheio é despeito a lei. Quem desrespeita uma lei incorre em crime de desobediência, reagir a abordagem incorre crime de resistência e ofender o agente da autoridade incorre crime de desacato. O agente que flagrante um crime deverá deter o infrator e encaminhar a autoridade policial ( Delegado de polícia), para registrar o devido boletim de ocorrência. O agente usará, sempre que possível,… Leia mais »
marcio jorge
marcio jorge
2 anos 9 meses atrás

P.s O cidadão não foi preso porque estava ouvindo RAP e sim porque estava perturbando o sossego.

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
2 anos 9 meses atrás

RAP, SERTANEJO, ROCK, FUNK, VALSA, enfim, qual seja o ritmo, tem a tolerância permitida por lei, então ele tem que respeitar as autoridades, abaixar o volume e ainda deveria ter levado uma multa. Se desacatou o policial, então a cadeia foi de bom tamanho!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas