O empresário Edson Campgnolo é o novo presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). Em eleição tumultuada, realizada nesta terça-feira, o atual vice-presidente da federação, cabeça da chapa Fiep Independente, derrotou a chapa Nova Fiep, comandada pelo ex-secretário estadual de Indústria e Comércio Ricardo Barros (PP).

De tranquila nesta eleição, só a margem de votos em favor de Campgnolo (69 a 21). Todo o processo foi marcado por denúncias, impugnação de candidatos e eleitores e muita discussão entre as chapas. Nesta quarta-feira, uma denúncia de que havia câmeras na sala de votação causou o pedido de impugnação do pleito pela chapa de Barros.

A votação foi encerrada às 18h, mas, por conta do impasse, as urnas só foram abertas após às 19h. Campanholo representa a manutenção da atual direção da Fiep, presidida, nos últimos oito anos, por Rodrigo Rocha Loures, pai do ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB), e mais próximo do grupo político que hoje é oposição no Estado.

Barros era o candidato do governo do Estado. Exerceu a secretaria de Indústria e Comércio no primeiro semestre deste ano, como forma de viabilizar sua candidatura, mas não conseguiu convencer os industriais paranaenses de suas propostas de “renovação”  na entidade.