A Câmara Legislativa do Distrito Federal foi notificada nesta tarde pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) da decisão tomada anteontem pela Corte de cassar o mandato do governador afastado José Roberto Arruda (ex-DEM). Segundo explicou o desembargador Mário Machado, relator do processo do TRE-DF, é preciso que este comunicado seja lido em plenário para que o cargo de governador seja declarado oficialmente vago.

O presidente da Câmara, deputado Cabo Patrício (PT), disse que consultará a procuradoria do Legislativo para decidir o que fazer, uma vez que ainda cabe recurso da decisão do TRE ao próprio Tribunal Regional e também ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na última terça-feira, o TRE decidiu, por 4 votos a 3, afastar José Roberto Arruda do cargo, por infidelidade partidária. Eleito pelo DEM, ele pediu desfiliação da legenda no ano passado, após deflagrada a Operação Caixa de Pandora, que investiga um esquema de corrupção no governo do DF.