enkontra.com
Fechar busca

Política

Bradock diz que é vítima de perseguição política

  • Por Fabiane Prohmann

O delegado licenciado da Polícia Civil e deputado estadual Mário Sérgio Bradock Zacheski (PMDB), através de seu advogado, Cláudio Dalledone Júnior, afirmou ontem que está sendo vítima de perseguição política. Apesar de ter marcado a entrevista coletiva, Bradock não participou do encontro com os jornalistas, e seu advogado ficou encarregado responder às acusações de tortura e homicídio apresentadas pelo Ministério Público Estadual (MP).

O advogado, que defende os quatro acusados nas duas ações, disse que o deputado Bradock está sendo vítima de uma perseguição política, e questionou o trabalho do Ministério Público. Dalledone informou ainda que apesar das denúncias, Bradock mantém a agenda de compromissos, e continua participando das sessões da Assembléia Legislativa.

Ações

A partir de investigações da Promotoria de Investigação Criminal (PIC), a procuradora geral de Justiça, Maria Tereza Uille Gomes, assinou e protocolou no Tribunal de Justiça (TJ) duas ações. Na primeira delas, Bradock e o investigador Obadias de Souza Lima são acusados de torturar um preso da delegacia de Rio Branco do Sul, na região de Curitiba, para que um inocente confessasse a autoria de um assassinato.

Na outra ação, que envolve o deputado, o investigador Obadias e o investigador Amarildo Gomes da Silva são acusados de matar um adolescente por engano, em Itaperuçu, enquanto procuravam um fugitivo da delegacia de Rio Branco do Sul. De acordo com o Ministério Público, uma arma teria sido colocada na mão do adolescente e o inquérito teria beneficiado Bradock.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas