O prefeito de Curitiba Beto Richa disse ontem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi ?evasivo? ao ouvir, na última segunda-feira, a exposição dos representantes da Frente Nacional dos Prefeitos. Eles apresentaram uma proposta de redução da carga tributária como forma de baratear as tarifas do transporte público.

No documento, os prefeitos falaram de aliviar os impostos – zerando as taxas que encarecem o combustível, como PIS, Cofins e o Cide do diesel – e em repassar a responsabilidade de arcar com a gratuidade das passagens para deficientes, idosos e estudantes aos órgãos que os representam. Segundo Richa, Lula disse reconhecer a dificuldade das prefeituras em lidar com a situação e reconheceu o alto valor das tarifas, mas contrapôs a necessidade de ?unir esforços com os municípios, os estados e a União?. O prefeito de Curitiba contou que Lula acenou com possibilidade de alguma solução, pedindo aos ministros Antônio Palloci, da Fazenda, Jacques Vagner, de Relações Institucionais, e Márcio Fortes, das Cidades – que avaliem o documento junto com a FNP.