O governador Beto Richa determinou ao secretário especial para Assuntos da Copa do Mundo, Mario Celso Cunha, a realização de levantamento dos estádios, centros de treinamentos e áreas de lazer e turismo do Paraná, para que todos os municípios venham a se envolver com a Copa do Mundo de 2014, que tem Curitiba uma de suas doze cidades-sedes.

“A intenção nossa, a pedido do governador Beto Richa, é fazer um levantamento do interior, junto com o gestor da Copa em Curitiba, Luiz de Carvalho, e com o apoio dos técnicos do Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba) e da Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba)”, afirmou Mario Celso nesta quarta-feira (12), momentos antes de se despedir da comitiva da Fifa, que durante dois dias vistoriou oito locais selecionados em Curitiba.

Segundo ele, a preocupação do governador Beto Richa é promover o envolvimento e a integração dos municípios do Paraná, para que todos se sintam valorizados com a Copa do Mundo. “O nosso foco é reunir de maneira bem significativa todos os municípios, ou na área de turismo, de integração ou do esporte, fazendo com que participem decididamente deste importante evento esportivo. Vamos fazer da Copa um evento do Paraná”.

Mario Celso Cunha lembrou que as principais “portas de entrada” no Paraná estão no interior. “Para quem vem do Paraguai, Argentina e Chile a via de entrada é Foz do Iguaçu. Vamos precisar de boas rodovias e sinalização adequada para que turistas possam viajar e chegar ao destino com tranquilidade e segurança.

Outra parte de turistas virá pelo Porto de Paranaguá, que deve receber muitos navios de passageiros. “E, também, temos o Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, que é um ponto de referência. Vamos ter muitos voos extras e de fretamento, que representaram 90% do movimento nas copas do mundo da Alemanha e da África do Sul. Não deve ser diferente no Brasil”, disse.

Para o secretário especial, a preocupação do governador Beto Richa é global, porque vamos ter no Paraná cerca de 3 milhões de turistas internos e um milhão de turistas estrangeiros, que virão conhecer o Paraná e suas atrações turísticas.

De um jogo para o outro, haverá um intervalo de 76 horas, tempo suficiente para que o turista faça suas compras e conheça atrações turísticas do Paraná. Em Curitiba, por exemplo, há o Jardim Botânico, a Opera de Arame e uma série de atrações. No interior, não é diferente. No Paraná, existem mais de 70 pontos de atrações turísticas. São pólos turísticos e que serão aproveitados durante a Copa do Mundo.

Mário Celso fez questão de destacar o envolvimento dos secretários Faisal Saleh (Turismo) e Evandro Rogério Roman (Esportes) e da presidente do Instituto Municipal do Turismo, Juliana Vosnika. “O secretário Faisal Saleh é um expert em turismo; a Juliana vem fazendo um excelente trabalho e o Evandro Roman faz parte do quadro de árbitros de Fifa e vai nos ajudar muito”.

Curitiba é referência

Em relação a comitiva da Fifa que esteve em Curitiba, no início da semana, vistoriando os centros de treinamentos (CTs) e estádios, o secretário Mario Celso Cunha revelou que os trabalhos de visita as doze sedes da Copa do Mundo serão concluídos em março.

“Depois de visitarem os locais indicados, eles vão fazer uma avaliação final, que será enviada aos clubes a partir de junho ou julho, para as alterações necessárias. Esta comissão terá a missão ainda de passar as informações e orientações de visibilidade, comodidade e acessibilidade dos principais locais, para que as seleções avaliem, mesmo porque quem escolhe os locais são as seleções”, afirmou.

Os integrantes da comitiva da Fifa ficaram impressionados com a receptividade dos paranaenses. “Em todos os locais, as portas foram abertas democraticamente para a participação da comitiva, que teve total liberdade e acesso a todos os setores, e com isto puderam fazer uma boa avaliação. O prefeito Luciano Ducci fez questão de acompanhá-los em todos os detalhes. O governador Beto Richa me incumbiu de estar com eles desde a saída do hotel até o retorno. Estivemos nos oito locais selecionados, informando e passando detalhes. Posso garantir que eles se sentiram valorizados e prestigiados, porque é uma equipe técnica da mais alta qualificação e merecedora de atenção especial, afinal representam a Fifa”, disse Maria Celso.

O secretário especial garantiu que o Paraná estará pronto em tempo hábil para sediar a Copa do Mundo. “Hoje, das doze sedes, temos Curitiba como referência para as demais. O Estado do Paraná está preparado. A nossa sede, a Arena da Baixada, tem pouco mais de 20% de área para construir. O financiamento já está em andamento. Como vereador, votamos e aprovamos na Câmara de Curitiba, o projeto de potencial construtivo. A Assembléia Legislativa aprovou a autorização para financiamento do FDE (Fundo de Desenvolvimento Econômico)”.

O edital do Atlético Paranaense está sendo preparado, disse ainda Mário Celso. “Acredito que até o dia 31 o vice-presidente Enio Fornea Junior deve concluir esta fase do processo, para fazer a licitação e para que as empresas interessadas possam se habilitar. A vencedora vai poder fazer o financiamento junto ao FDE, dar como garantir o potencial construtivo e iniciar as obras, provavelmente em julho deste ano”.