Arquivo
Welter: cobrança.

A oposição bem que tentou, mas não conseguiu impedir que o reajuste de 16,5% nas tarifas de água e esgoto da Sanepar entre em vigor amanhã. Por 30 votos a 10, os deputados estaduais derrubaram ontem o regime de urgência pedido pela bancada de oposição ao decreto legislativo que suspende o tarifaço.

O líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado Elton Welter (PT), questionou a demora da análise da matéria pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O presidente da CCJ, Nelson Justus (DEM), disse que o projeto ainda não chegou às suas mãos. Já o presidente da Casa, Valdir Rossoni (PSDB), prometeu tomar providências para descobrir o paradeiro do projeto.

Argumentos

Nos 15 meses do atual governo, as tarifas de água e esgoto tiveram reajuste acumulado de mais de 35%, contra a inflação, no mesmo período, de 8%. Com o aumento, a tarifa mínima para os consumidores saltará de R$ 35,09 para R$ 40,87. Para os governistas, a correção é necessária porque os valores ficaram estagnados por vários anos, referindo-se à gestão de Roberto Requião (PMDB).