O assessor parlamentar de imprensa do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), Eduardo Guimarães, emitiu uma nota no início da tarde desta segunda-feira (29), se desculpando pelo tratamento dispensado ontem a jornalistas em um grupo no WhatsApp formado por profissionais que cobriam a campanha.

“Gostaria de apresentar minhas sinceras desculpas junto aos jornalistas brasileiros, que por ventura se sentiram atingidos, no tocante ao meu excesso verbal”, declarou o assessor. “Agi de forma rude e equivocada para mostrar minha insatisfação na cobertura jornalística do cenário político nacional.”

Na mensagem que Guimarães encaminhou a jornalistas ontem, ele comentava o resultado da pesquisa de boca de urna publicado pouco depois do enceramento da votação. “UÉ…. não ‘tava’ quase empatado? Vocês são o maior engodo do Jornalismo do Brasil!!!! LIXO”, escreveu.

Em seu comunicado, Guimarães disse ainda que o comportamento não foi feito de acordo com orientação dada por Bolsonaro e ou seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL).

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Ataques a bares LGBT em Curitiba após eleição não são verdadeiros