O presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB), anunciou nesta terça-feira, 31, que irá instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Porto de Paranaguá na próxima segunda-feira, 6. A CPI foi proposta pelo deputado Douglas Fabrício (PPS), em fevereiro deste ano para investigar operações ilegais no Porto de Paranaguá.

Fabrício defende a apuração das denúncias de desvio de cargas e de irregularidades em licitações no Porto de Paranaguá.  O assunto já está sendo investigado pela Polícia Federal que, na Operação Dallas, em janeiro deste ano, descobriu um esquema de venda ilegal de cargas de grãos desviados do Porto.

Também está na mira da CPI a licitação, anulada pela Justiça, para a compra de uma draga para o Porto, em que teria havido a tentativa de desvio de R$ 9 milhões. De acordo com a  Polícia Federal, a Operação Dallas detectou a existência de uma quadrilha organizada para desviar os recursos da licitação.

A Operação Dallas resultou na prisão temporária de dez pessoas, entre eles, o ex-superintendente do Porto  Daniel Lúcio de Oliveira Souza, suspeito, assim como seu antecessor no cargo, Eduardo Requião, de integrar a quadrilha. Gravações telefônicas realizadas pela PF indicariam  que Eduardo seria  um dos beneficiários do esquema na licitação da draga.