A diretora-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Maria Alice Nascimento Souza, entregou nesta segunda-feira (25) sua carteira de motorista ao Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR).

O documento estava suspenso após a diretora ter atingido 22 pontos causados por infrações de trânsito cometidas entre 2009 e 2010. Ela entregou o documento após o caso ter sido denunciado no último domingo pelo Fantástico, da Rede Globo.

De acordo com a assessoria de imprensa da PRF, a diretora teria recebido a notificação da suspensão da carteira no início de março deste ano, mas o documento só ficou efetivamente suspenso no início deste mês, depois de decorrido o prazo de 30 dias em que poderiam ocorrer pedidos de recurso.

A diretora informou ainda, por meio da assessoria de imprensa, que o carro era utilizado por vários familiares e que os pontos recaíram sobre ela por não ter indicado os condutores responsáveis pelas infrações no prazo hábil.

De acordo com a assessoria de imprensa do Detran, a diretora ficará suspensa do direito de dirigir por 30 dias e seguirá o procedimento padrão para este caso como a frequência ao curso de reciclagem, obrigatório a todos os motoristas infratores.

A PRF informou ainda que a suspensão não irá interferir nas atividades da diretora, uma vez que ela desenvolve funções administrativas e não necessita dirigir.