A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, deixou nesta noite a casa do empresário Abílio Diniz, em São Paulo, onde se reuniu para um chá com Geyze Diniz e cerca de 50 mulheres da alta sociedade paulistana. Em rápida declaração aos jornalistas, já dentro do carro, Dilma classificou como “muito bom” o encontro. “Foi uma ótima conversa”, disse. A candidata segue para o Aeroporto de Congonhas, onde embarca para Brasília.

Dilma evitou falar sobre a pesquisa eleitoral CNI/Ibope, divulgada na última quarta-feira, em que apareceu à frente do tucano José Serra pela primeira vez, com 40% das intenções de voto, ante 35% de Serra. “Pesquisa é retrato do momento”, limitou-se a dizer.

As mulheres, a maioria empresárias, executivas e amigas do casal Geyze e Abílio, fizeram uma série de perguntas a Dilma, sobre temas como economia, política e saúde. Apesar de o encontro ter durado mais de três horas, nem todas conseguiram fazer questionamentos sobre o programa de governo da ex-ministra, afirmou a empresária Ana Maria Moraes. “Ela foi simpática, mais do que eu imaginava”, disse Ana Maria.