Cerca de 200 apoiadores da candidata Dilma Rousseff já se reúnem na altura do número 550 da Rua Augusta, no centro de São Paulo, para acompanhar a apuração do resultado das eleições.

No local, que funcionou como comitê de campanha de candidatos petistas e foi batizado de Ocupação Valente, o clima é de animação e otimismo. Na calçada, o grupo agita bandeiras e canta e dança músicas da campanha.

Foi montado um telão no local para projetar em tempo real a contagem dos votos divulgada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Após as 20 horas, quando forem apresentados os primeiros resultados, o grupo pretende seguir para a Avenida Paulista, de onde acompanhará o restante da apuração e participará da festa, em caso de vitória.

Apesar de as pesquisas apontarem disputa acirrada entre Dilma e Aécio Neves (PSDB), os eleitores da petista se dizem confiantes na vitória. “Dá um frio na barriga, mas hoje percebemos um grande apoio nos momentos de votação. Muita gente com camiseta, adesivo. Isso é importante num colégio eleitoral difícil como São Paulo”, diz a bacharel em direito Vivian Mendes, de 25 anos, membro da Executiva Estadual do PT.

Em São Paulo por um compromisso de trabalho, a antropóloga Gabriela Bonilla, de 35 anos, da Costa Rica, resolveu aproveitar a estadia na cidade para também apoiar a candidata petista. “A vitória da Dilma é importante para toda a América Latina porque contribui para o modelo de melhores políticas públicas. Não sou brasileira, mas também estou ansiosa por esse resultado”, diz.