Natal, 26/10/2014 – O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), disse não trabalhar com outro cenário que não seja a vitória na eleição para o governo o Rio Grande do Norte. “Não tem plano B. É só plano H, vitória de Henrique governador”, afirmou o político quando questionado sobre o que vai fazer se não sair vitorioso do pleito.

De acordo com o Ibope, o adversário de Alves, o vice-governador Robinson Faria (PSD), tem 54% dos votos válidos contra 46% do presidente da Câmara. No primeiro turno, Alves teve 47,34% dos votos válidos e Faria, 42,04%. Durante todo o segundo turno, o candidato do PSD esteve à frente nas pesquisas.

Alves relativizou os números e disse estar confiante porque o levantamento interno do partido é diferente do Ibope. “Tem pesquisa para todo gosto”, afirmou o candidato ao votar neste domingo na Fundação José Augusto, em Natal.

Ele fez um apelo para que os eleitores do estado não anulem seus votos. “Faço um apelo nesta hora àquele indeciso. Este momento é único. É só ele, Deus e sua consciência”, discursou. Ele estava acompanhado da mulher, Laurita Arruda, de netos e do ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho, seu primo.

Faria disse estar confiante na vitória. “Um sonho quase possível que irá virar realidade”. Ele votou na Escola Doméstica, acompanhado da senadora eleita Fátima Bezerra (PT), da esposa, Julianne Faria e de seis filhos, incluindo o deputado federal reeleito Fábio Faria (PSD).

O vice-governador criticou a campanha do adversário, que teve o apoio de 17 partidos do Rio Grande do Norte, e creditou à união com o PT o crescimento da sua candidatura no estado. “Enfrentamos uma máquina nunca vista na história”, afirmou. (Murilo Rodrigues Alves, enviado especial)