Na sede social do Paraná Clube, em CuritibaAlvaro Dias (Podemos) realizou a convenção que formalizou sua candidatura. Acompanhado de seu vice Paulo Rabello (PSC), o paranaense e agora candidato à presidência teve a candidatura homologada por aclamação, sem urnas de votação.

Alvaro Dias mostrou na convenção que vem conquistando fortes aliados da política nacional. Um deles é o próprio vice: o PSC abandonou a candidatura própria para apoiar Alvaro. Além das lideranças do Podemos e da coligação (Podemos ,PSC, PRP, PTC, Pros), Miguel Reale Jr, autor do impeachment de Dilma Roussef, discursou em favor da candidatura.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

“Neste último instante em que virou moda ser honesto, ele (Alvaro) sempre foi honesto. Vamos de cabeça erguida dizer que o Brasil tem Alvaro Dias, porque ele tem capacidade e honestidade”, disse Reale Julior, que já foi partidário de Alvaro no PSDB. Ambos deixaram o partido: o jurista em 2017, Alvaro em 2015, quando foi para o Podemos.

Moro Ministro

Em seu discurso, o paranaense candidato a presidente enalteceu o trabalho da Operação Lava Jato e prometeu convidar o juiz Sergio Moro para Ministro da Justiça. A resposta da militância foi imediata, que começou a gritar o nome do juiz. Mas na coletiva de imprensa ele deixou claro: “Ainda não falei com o Moro. Não anunciaria ninguém antecipadamente para nosso governo”, discursou o senador.

O agora candidato aproveitou para reforçar o mantra da Refundação da República, que vem repetindo insistentemente. Para tanto, ele disse já ter conversado com outros nomes famosos no judiciário, como Rene Dotti, Modesto Carvalhosa e o próprio Miguel Reale Jr para auxiliar em reformar constitucionais.

O candidato a vice-presidente foi mais enfático. “’A República dos canalhas vai cair”, disse Paulo Rabello, reforçando a revisão da Constituição para torna-la uma carta que leve o Brasil.

Em seu discurso, ele prometeu que a chapa irá criar 10 milhões de empregos até 2022, reduzir impostos, burocracia e juros altos para empresas, legalizar habitação nas cidades e no campo, fazer 500 centros de educação para o trabalho para resgatar jovens do tráfico.

Eleições no Paraná

Alvaro Dias disse que não deve apoiar nenhum candidato até o momento para o governo de seu estado Natal, ainda que Ratinho Jr seja do partido de seu vice. Ele destacou que apoiaria o irmão, Osmar Dias, que desistiu da candidatura nesta sexta-feira .

Renata Abreu, presidente do Podemos, aproveitou para elogiar o Paraná , ao dizer que o estado é um orgulho para o Brasil, e reforçou a posição de Alvaro nas eleições: “É o único candidato à Presidência da República que ganha no estado dele”, disse.

O presidente do PSC, Pastor Everaldo, reforçou a importância da chapa e destacou o conhecimento econômico do vice de Alvaro para tirar o Brasil da crise político-econômica: Paulo Rabello já foi presidente do IBGE e do BNDES.