Foto: Ciciro Back
Derosso: reflexo positivo.

Com o prefeito Beto Richa (PSDB) fora do país (viajou para a Alemanha para participar do COP9), quem comentou a pesquisa pelo lado tucano foi o presidente municipal do partido, vereador João Cláudio Derosso. Para ele, os números refletem a administração positiva que o prefeito vem fazendo junto à população. ?O partido recebe com tranquilidade o resultado desta pesquisa. É resultado da transparência e democracia com que o prefeito vem conduzindo a cidade?, comentou Derosso.

Presidente da Câmara Municipal, Derosso considera normal o fato de 88% dos eleitores ainda não saber em quem votará para vereador. ?A eleição para prefeito terá 10 candidatos, para vereador, mil. Muitos deles ainda não estão definidos por isso é normal essa indecisão do eleitor. Esses 11% que já sabem em quem votar são os que têm contato direto com um dos candidatos?, explicou.

Foto: Lucimar do Carmo
Doático: pode ser negativo.

Já o presidente municipal do PMDB, Doático Santos, não deu muita importância para a pesquisa. ?As pesquisas, normalmente, são muito duras para nós, mas não refletem o poder e a força política de um partido. Quando a candidatura de Moreira for confirmada, tenho certeza que ele já saltará para mais de 10%?, comentou. Sobre os números de ontem, Doático reagiu com bom humor. ?Foi até uma surpresa, pensei que estaríamos com uma porcentagem negativa. Se bem que, se considerarmos a margem de erro, há essa possibilidade?, ironizou. ?Só de militantes do partido temos mais que esse índice que a pesquisa apontou?, concluiu.

Foto: Daniel Derevecki
André: aposta nos debates.

Pelo PT, também foi o presidente municipal o encarregado de comentar a pesquisa. Para o vereador André Passos, os números não mostraram muita diferença com relação às pesquisas anteriores, mas o número de indecisos na pesquisa espontânea pode indicar que a vantagem de Beto Richa não será tão grande. ?Antes da campanha, só com a prefeitura fazendo propaganda temos quase 60% de indecisos. É sinal que a administração não está tão consolidada como dizem. Quando começarem os debates o quadro será outro?. Sobre os percentuais na pesquisa estimulada, Passos mostra-se satisfeito com o fato de Gleisi Hoffmann estar consolidada na segunda posição, mas também com a possibilidade ?de as outras candidaturas contribuírem para a disputa?. Ele lembra que o percentual de Gleisi neste momento é semelhante ao de Ângelo Vanhoni (PT) no início das eleições de 2000. ?E naquele ano só não ganhamos por detalhe?.

Para Melo Viana a pesquisa serviu para mostrar que o PV deve lançar candidatura própria. ?Contratamos a pesquisa para saber como está o eleitorado do PV e constatamos que temos um eleitor fiel, independente do candidato. No entanto, vimos que a candidatura majoritária será fundamental para nossa meta de ao menos manter as três cadeiras na Câmara?, disse. Viana admitiu, contudo, que seguirá conversando com o PT e outros partidos sobre a possibilidade de aliança ?mas que só deverá ocorrer no segundo turno?. (RP)