A Polícia Civil do Paraná prendeu no final da tarde desta terça-feira o investigador Joel Gilberto de Andrade, 45 anos, da delegacia do Alto Maracanã, em Colombo. Ele é acusado de ter vendido um revólver, calibre 38, para um preso por R$ 1 mil. A arma foi usada pelo detento André Luís Pereira, 22 anos, que responde por assalto a ônibus no Paraná.

Pereira disparou três tiros contra dois policiais da delegacia, quando eles se preparavam para servir o jantar aos presos, no começo da noite de segunda-feira. Mesmo com o atentado, os policiais conseguiram controlar o preso e apreender a arma. Depois da confusão, o delegado José Mário Franco interrogou Pereira, que contou ter comprado o revólver do investigador. O delegado comunicou à Divisão Metropolitana que pediu a prisão preventiva do policial. Nesta terça-feira, a prisão foi decretada pela juíza Mila Aparecida Alves da Luz, da comarca de Colombo.

Andrade foi preso em sua casa, na cidade de Araucária, no fim da tarde, por uma operação conjunta da Divisão Metropolitana com o Centro de Operações Policiais Especiais. Ele foi levado para a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, em Curitiba.