A nova aduana de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, teve uma madrugada agitada durante a sua primeira experiência de funcionamento 24 horas. Uma equipe de reportagem flagrou o exato momento em que um motorista foi parado a tiros pela Polícia Rodoviária Federal quando tentava atravessar a Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai, com um carro roubado.

O condutor que tentou furar o bloqueio era paraguaio e foi preso pelos policiais. Somente em 2006, a Polícia Rodoviária Federal e as Polícias Civil e Federal já recuperaram 101 veículos roubados em ações na fronteira. Quem veio do Paraguai para o Brasil também passou por uma fiscalização rigorosa durante esta madrugada.

Depois de duas semanas de funcionamento esta foi a primeira vez que o novo posto de controle ficou aberto durante a noite. Fiscais de plantão revistaram todos os automóveis, motos e pedestres à procura de contrabando e drogas. A partir de agora, a fiscalização continuará sendo feita durante as 24 horas do dia.

A nova alfândega ainda nem foi inaugurada oficialmente, mas continua em fase de testes. Contudo, já está perto de atingir a meta de fiscalizar 100% dos veículos e pedestres. Até agora, todas as pessoas que entraram no Brasil vindas do Paraguai com produtos comprados no país vizinho foram obrigadas a declarar a bagagem. Quem excedeu cota de US$ 300 teve que pagar o imposto sobre os produtos.