A Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, as polícias Civil e Militar, e do Corpo de Bombeiros no Ceará tem um desafio nas investigações do assalto ao Banco Central em Fortaleza, de onde foram levadas cerca de R$ 150 milhões por um túnel que levou até ao caixa forte. Os investigadores procuram pistas de como os ladrões levaram a quantia em notas de R$ 50, o que totalizaria mais de três toneladas.

Durante o assalto, os alarmes não teriam disparado quando os ladrões entraram no cofre. A empresa responsável pela segurança do prédio mantém apenas dois homens de plantão no fim de semana, mas nenhum deles tinha como ver o movimento dos ladrões que entraram pelo chão do cofre. A Policia Federal ainda não confirmou quando divulgará o retrato falado dos suspeitos.