Brasília – O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, determinou que todos os recursos da Polícia Federal sejam usados para desvendar o assassinato do primo do senador Antero Paes de Barros (PSDB- MT), Luiz França de Moura. O senador esteve hoje com o ministro para pedir proteção policial à sua família. Paes de Barros disse que pessoalmente não recebeu ameaças, mas que existiram telefonemas anônimos para seus familiares que precisam ser investigados.

O senador não especula sobre os motivos da morte de seu primo, e garante que não quer estabelecer uma relação com os pedidos que vem fazendo para a criação de uma CPI para investigar as denúncias contra Waldomiro Diniz, ex-assessor do Planalto. ?Acho que a CPI tem que acontecer porque os fatos são graves e precisam ser apurados?, afirmou.