A Superintendência paulista da Polícia Federal (PF) realizou hoje (21) na capital operação para prender uma quadrilha especializada em realizar fraudes eletrônicas contra a Receita Federal. A operação foi realizada em conjunto com a Receita Federal e o Ministério Público Federal e recebeu o nome de Cidade Baixa.

Segundo comunicado enviado à imprensa pela PF paulista, quatro pessoas foram presas temporariamente. Elas atuariam como intermediárias entre as empresas que fraudavam a Receita Federal e quatro servidores do Serviço Federal de Processamentos (Serpro), já presas na Bahia no final do ano passado.

"A atuação da quadrilha consistia em capturar senhas de servidores da Receita Federal, utilizando-as para regularizar débitos de empresas devedoras do fisco federal, mediante inserção de pagamentos fictícios, baixa de processos fiscais e emissão de certidões negativas de débitos. Estimativas iniciais apontam um prejuízo de R$ 100 milhões em exclusões/suspensões de débitos e emissões de CND", diz a PF.

As empresas que se beneficiaram com as fraudes, de acordo com a nota, estão sendo identificadas e serão convocadas para pagar os débitos e os responsáveis responderão por fraude na Justiça Federal.