Brasília – A Polícia Federal apreendeu R$ 730 mil em espécie na casa do engenheiro fiscal da Secretaria de Infra-Estrutura do estado do Maranhão, José de Ribamar Ribeiro Hortegal, na última quinta-feira (17), quando foi deflagrada a Operação Navalha. Ele foi um dos 47 presos pela Polícia Federal, com autorização do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A PF ainda não tem confirmação sobre a origem do dinheiro ou como ele seria usado no esquema, mas há a suspeita de que era dinheiro de propina. Pela programação da ministra Eliana Calmon, do STJ, o depoimento de Hortegal deve acontecer na quarta-feira.

A investigação do Ministério Público Federal buscou desarticular uma quadrilha que pagava propina a políticos e servidores públicos para obter vantagens em licitações e obras públicas.