A Polícia Federal deflagrou hoje (4), em Foz do Iguaçu (PR), operação em conjunto com o Ministério Público Federal, polícias Militar, Civil e Rodoviária e Receita Federal, com o objetivo de apreender armas, munições, drogas e mercadorias de contrabando e descaminho. Já foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal Criminal de Foz do Iguaçu.

Segundo a Assessoria de Comunicação Social da PF, esta é uma das maiores operações integradas da história de fronteira Brasil-Paraguai. Trabalham na operação 62 policiais federais, 40 civis, 15 policiais militares, 20 guardas municipais e nove policiais rodoviários federais, com o apoio de fiscais da Receita Federal, que vasculham moradias suspeitas.

As buscas se concentram na favela do Jupira e já resultaram na prisão de um contrabandista de cigarros conhecido como "Perninha". Foram apreendidos também um caminhão e um veículo Golf, usados para transportar mercadorias contrabandeadas. Outra apreensão foi de um veículo Vectra, guardado em uma casa, contendo em seu interior fotos de armas de grosso calibre e alcance, além de um coldre e uma câmera filmadora dissimulada.

No interior de uma caravan apreendida, a polícia encontrou uniformes militares e uma carabina Puma calibre 38, municiada. Foram apreendidos cinco barcos usados para a travessia do rio Paraná, sem nenhuma identificação ou autorização para navegação. Na casa de um pessoa conhecida como "Bruxo", a polícia encontrou três handie talkies (rádio-comunicação), usados para copiar frequência policial e fazer a comunicação entre os pares.