Cerca de quatro mil homens do Exército e policiais estão trabalhando na
fronteira do Brasil com o Paraguai e com a Bolívia. A "Operação Jauru", que
começou ontem em três Estados, vai rastrear o movimento de contrabandistas e
traficantes. A vigilância é permanente e os motoristas que trafegam nas áreas
patrulhadas precisam estar atentos à sinalização. Na Rodovia BR-163, principal
acesso do Brasil para o Paraguai, em Mato Grosso do Sul, foram montados diversos
bloqueios. O Ministério da Defesa informou que o trabalho serve para treinar os
novos soldados.

Em situações com essa, eles aprendem, entre outras
coisas, a interceptar o tráfico de drogas e de produtos contrabandeados que vêm
do Paraguai. Segundo a TV Globo, a "Operação Jauru" envolve as Forças Armadas e
as Polícias Federal Militar e Rodoviária. Os homens estão espalhados por
aproximadamente 2,3 mil quilômetros de fronteira. A operação desenvolve ainda
trabalhos sociais. Médicos e dentistas militares atendem as populações
ribeirinhas do Pantanal em acampamentos montados pelo Exército.