Ao investigarem denúncia de assalto, policiais do 45º Distrito Policial, da Vila Brasilândia, zona norte de São Paulo, descobriram uma central telefônica do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Três pessoas atendiam e transferiam ligações para distritos policiais da capital, Grande São Paulo e interior. Os policiais estiveram no fim da tarde desta quinta-feira na casa da Rua Capitão José Paes, em Vila Brasilândia, onde estaria ocorrendo um roubo ao mecânico Maralino Peixoto da Silva.

Ao entrarem, viram nove linhas telefônicas, seis delas para retransmitir ligações para celulares de presos. Na casa estavam Jeferson Maia da Silva, de 21 anos, o Bip Bip, Gilberto Correira Lima, de 29, e Carlos José da Silva, de 23.

Um dos aparelhos registrava 12 horas de ligações com o Cadeião de Pinheiros. Para a polícia, a central era usada para bate-papo entre detentos e planejamento de assaltos, fugas e resgates. Silva e Lima estão condenados por assaltos e tráfico.