A  polícia investiga se dois ladrões de carga, presos na quinta na zona leste de São Paulo, pertencem à mesma quadrilha da qual é acusada de fazer parte a universitária Ana Paula Jorge Souza, de 21 anos, estudante de Direito, presa em março em Campinas, interior do Estado. A universitária é acusada de integrar uma quadrilha que assaltava residências e casa lotéricas naquela região do Estado.

Policiais militares perceberam a ação de um grupo que tentava render o motorista de uma carreta. Eram sete bandidos, distribuídos em duas motos e dois carros. Como a porta da cabine da carreta estava travada, os criminosos não conseguiram entrar a tempo, o que possibilitou a aproximação dos policiais. Os ocupantes de um dos carros foram detidos, mas os motoqueiros conseguiram fugir. Um dos carros utilizados pela quadrilha era roubado e já foi entregue para seu dono.

Durante registro de boletim de ocorrência, a Polícia Militar informou ao delegado que o advogado dos dois criminosos presos é o mesmo que defende a universitária, e que os criminosos podem ter envolvimento com a estudante. Apesar da informação não constar em boletim de ocorrência, a Polícia Civil investigará se a dupla presa tem ligação com os acusados pelos assaltos realizados em Campinas.