A Petrobras divulgou há pouco comunicado ao mercado informando que a plataforma P-48, a segunda do projeto Barracuda e Caratinga, começou a produzir hoje.O complexo de Barracuda e Caratinga é constituído por campos de petróleo e gás em águas profundas, localizados a 160 km a leste de Macaé, no nordeste do Estado do Rio de Janeiro, e cobre uma área de 493 quilômetros quadrados na bacia de Campos, a profundidades de que variam de 600 a 1.350 metros.

O projeto compreende dois navios flutuantes de produção, armazenamento e descarregamento (FPSOs) denominados P-43 e P-48. Cada um pode produzir até 150.000 barris por dia e armazenar aproximadamente dois milhões de barris de óleo. A Plataforma FPSO do campo de Caratinga P-48 começou a produção através do poço CRT-21, localizado a uma profundidade de cerca de 1.000m, com uma vazão de 21.700 barris por dia de óleo de 23º API. O projeto Barracuda e Caratinga teve produção iniciada com o FPSO Barracuda, P-43, em dezembro de 2004. Um total de 32 poços de produção e 22 poços de injeção serão conectados à P-43 e à P-48 e o pico de produção deverá ocorrer até julho de 2005.