Nos últimos dois dias, 18 de 21 pingüins que chegaram ao litoral norte do Rio Grande do Sul apresentavam manchas de óleo. Eles estão sendo tratados no Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar), da UFRGS. "Alguns chegaram muito debilitados, fracos e com densas manchas de óleo pelo corpo", diz Norma Luiz Wurdig, diretora do Ceclimar. A Polícia Ambiental não encontrou manchas de óleo no mar nem na areia.