O superintendente da Polícia Federal (PF) em Alagoas, Paulo Rubin, proibiu a partir de hoje qualquer visita ao traficante Fernandinho Beira- Mar, incluindo seus advogados. A decisão é porque a qualquer momento o traficante deverá ser transferido para outro estado.

A PF está pronta para levar Beira-Mar para o local designado pelo Ministério da Justiça. Rubin eslareceu que não heverá nenhuma informação a respeito do dia, hora e em que condições o traficante será transferido, mas deixou clado que “o cronômetro está correndo, pois ele está há 34 dias em Maceió e o prazo estipulado para sua permanência no estado foi de, no máximo, 40 dias”.