O delegado Rodrigo Carneiro Gomes, encarregado do inquérito sobre a violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, está ouvindo neste momento o depoimento de quatro pessoas da Caixa Econômica Federal. Duas são advogados da Caixa. As outras duas, também são funcionários da instituição, mas a Polícia Federal não confirma se são os suspeitos pela violação do sigilo, identificados em auditoria da Caixa.