A Polícia Federal toma hoje (29) o depoimento de Hamilton Lacerda, ex-coordenador de comunicação da campanha do senador Aloizio Mercadante (PT-SP) ao governo de São Paulo. Também deverá depor o ex-assessor especial da presidência da República Freud Godoy. Os dois são acusados de envolvimento na venda de dossiê contra políticos do PSDB e serão ouvidos pelo delegado responsável pelas investigações, Diógenes Curado Filho, e pelo procurador da República que cuida do caso, Mário Lúcio Avelar.

Lacerda foi acusado de envolvimento no esquema pelo ex-chefe do núcleo de informações e inteligência da campanha à reeleição de Lula, Jorge Lorenzetti. Em depoimento à PF na última sexta-feira (22), Lorenzetti afirmou que se a negociação não tivesse sido interrompida, os documentos teriam sido entregues a Lacerda.

Análise da fita de vídeo do hotel onde os petistas Gedimar Passos e Valdebran Padilha foram presos com R$ 1,7 milhão mostra que Hamilton Lacerda entrou no hotel com uma bolsa grande e preta e a entregou a Gedimar. A PF investiga se no conteúdo da mala estava parte ou todo o dinheiro que seria usado para a compra do dossiê.