A Polícia Federal esclareceu há pouco que quatro funcionários da Caixa Econômica Federal estão prestando esclarecimentos ao delegado Rodrigo Carneiro Gomes, sobre a sindicância da instituição que está investigando a quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa. São eles: os advogados, Jailton Zanon da Silveira, e Elton Nobre de Oliveira, o presidente da comissão de sindicância, Marco Cesar Cazali, e o gerente de segurança de informação, Delfino Natal de Souza. A PF informou também que um dos suspeitos da quebra do sigilo já foi intimado e deve depor hoje à tarde.