Rio de Janeiro – A plataforma P-34, cuja entrada em operação foi anunciada nessa segunda-feira (18) pela Petrobras, é uma das quatro novas unidades produtoras de óleo que a estatal coloca em funcionamento até o final de 2007 e que acrescentarão mais 480 mil barris de petróleo diários à produção de óleo nos campos nacionais ao longo do próximo ano ? o equivalente a um incremento de 5,3% em relação à produção média atual.

De acordo com informações divulgadas recentemente pelo presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, esta ampliação no volume de produção está garantida com a implementação da extração de petróleo das plataformas P-50 e a FPSO Capixaba (ambas já em operação), da P-34, que passou a operar ontem, e da plataforma FPSO Cidade do Rio de Janeiro (FPSO-RJ), unidade do tipo que estoca, produz e transfere petróleo e gás natural.

Com uma produção diária hoje de cerca de 1,8 milhão de barris de petróleo, a Petrobras trabalha com projeções que indicam produção diária de 2,3 milhões de barris já em 2008, volume que passará a 2,8 milhões em 2015.

A entrada em operação da plataforma Cidade do Rio de Janeiro, no campo de Espadarte, na bacia de Campos, estava prevista inicialmente para ocorrer até o final deste ano. Houve atraso no projeto, no entanto, e a unidade só deverá começar a produzir óleo no principio de 2007.

Com capacidade de produção de cerca de 100 mil barris por dia, a Cidade do Rio de janeiro também é uma unidade do tipo FPSO – sigla em inglês que define sistemas flutuantes de produção, armazenamento e transferência de petróleo.

Ainda nste ano, no entanto, a Petrobras deverá colocar em operação a unidade de Manati, um campo de gás na Bahia, mas que também extrai óleo associado.