Técnicos do Deral – Departamento de Economia Rural -, da Secretaria da Agricultura iniciaram pesquisa de campo nas regiões cafeeiras do Estado, para avaliar, com os cafeicultores, os números finais da safra 2005/06. Eles querem saber a extensão da área cultivada, número de pés, produção obtida, sistema de colheita, qualidade, comercialização, entre outros. O objetivo é obter uma previsão inicial de área e do potencial de produção para a próxima safra (2006/2007).

Ao todo serão visitadas 331 propriedades cafeeiras, distribuídas em 123 municípios, que compõem o modelo de amostragem estatística de propriedades de café, utilizado atualmente pelo Deral.

De acordo com Dirlei Antonio Manfio, responsável pelo setor de previsão de safras da Secretaria da Agricultura, no mês de março do ano que vem, será feita segunda pesquisa, esta em parceria com a Conab ? Companhia Nacional de Abastecimento, quando deverá ser utilizado em paralelo um novo método estatístico de avaliação objetiva.

Clima

Manfio informou que as condições climáticas com chuvas regulares e bem distribuídas favorecem as floradas que ocorrem desde setembro. ?Segundo os próprios cafeicultores, há muito não se via floradas tão concentradas e homogêneas como as atuais na maioria das lavouras, fator positivo para consolidar o potencial de produção para a próxima safra?, explicou.