Pesquisa feita pelo Disque-Economia nesta terça-feira (7), mostra que a compra de hortigranjeiros, que pode ser feita por R$ 5,36 nos supermercados mais baratos, também pode custar nos pontos mais caros, R$ 15,13. A pesquisa de preços pode significar uma economia de 182,2% na hora da compra.

Entre os alimentos pesquisados, o quilo de abobrinha verde foi o que apresentou maior diferença de preço. O menor preço, de R$ 1,16, foi encontrado no Extra, mas o mesmo produto é encontrado a R$ 3,99, uma diferença de 243,9%.

Outros 256,2% separam o preço mais em conta, de R$ 0,64 o quilo, do maior preço, de R$ 2,28, no caso da banana prata. O tomate, com o quilo custando R$ 1,39 no Condor (menor preço), registrou variação de preço de 167,6%, e na concorrência foi encontrado por R$ 3,72.

A unidade de alface crespa também mostrou que a oscilação de preço pode ser grande. São 167,8% que separam os R$ 0,28 cobrados nos caixas da rede Jacomar, do preço mais alto, de R$ 0,75. Já o pepino, indicado nos dias quentes como digestivo, e ofertado por R$ 0,69 o quilo, no Mercadorama, em outras redes é vendido por 130,4% a mais, ou R$ 1,59.

Também na rede Jacomar, o maço de brócolis, ofertado por R$ 0,98, estava 84,6% mais barato que o maior preço, de R$ 1,81, praticado na concorrência.

O Disque Economia é um serviço prestado pela Secretaria Municipal do Abastecimento que auxilia o consumidor a economizar na compra de alimentos e produtos de higiene e limpeza. Os resultados da pesquisa, feita diariamente em 16 supermercados de Curitiba, podem ser consultados a partir das 15h pelo telefone 3262-6564 ou a partir de 17h no portal da prefeitura www.curitiba.pr.gov.br. Para localizar o serviço, busque na barra à esquerda a janela "secretarias e órgãos", clicando em abastecimento e em seguida em Disque Economia. O serviço, gratuito, informa diariamente preços de 270 itens.