A secretaria estadual de Saúde está adotando ações emergenciais a fim de alertar a população, dirigentes de escolas, profissionais de saúde, e os serviços de vigilância epidemiológica dos 184 municípios de Pernambuco, sobre os cuidados necessários para evitar o reaparecimento de casos de sarampo.

A medida foi adotada em função da constatação recente de um surto da doença em João Dourado, no estado da Bahia. No município foram confirmados oito casos da doença e outros 16, identificados como suspeitos, ainda estão sob análise laboratorial.

A coordenadora estadual de Doenças Exantemáticas, Lucilene Aguiar, explicou que entre as iniciativas anunciadas pelo governo está a intensificação da aplicação de doses da vacina tríplice viral em crianças de até 6 anos.

Os caminhoneiros que trafegam pelas rodovias federais no estado serão alvo de cuidados especiais. ?Eles poderão tomar uma dose da vacina contra o sarampo, que estará disponível gratuitamente, nos postos fiscais e de venda de combustíveis?, informou.

Já as pessoas que pretendem viajar, tanto para a Bahia quanto para o exterior, estão sendo orientadas, por meio de cartazes afixados em pontos estratégicos do Aeroporto Internacional dos Guararapes, a tomar a vacina injetável 15 dias antes do embarque. 

A contaminação pode ocorrer por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar e falar. Os principais sintomas do sarampo são febre, manchas avermelhadas no corpo, tosse, coriza e conjuntivite.

O Brasil, que chegou a registrar 908 casos da doença em 1999, conseguiu reduzir a zero o índice de infectados, em 2001, após a implantação do Plano Nacional de Erradicação do Sarampo. A última ocorrência, segundo dados do Ministério da Saúde, foi notificada em novembro de 2000, em Mato Grosso do Sul.