O diretor da associação, Marco Antônio
di Nápoli distribui folders de
esclarecimento.

Um ato público foi realizado, hoje de manhã, em frente à agência do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) da Rua XV de Novembro, em Curitiba, por integrantes da Associação Paranaense dos Médicos Peritos. O objetivo do ato era esclarecer a população sobre os motivos da greve realizada pela categoria, que foi deflagrada no último dia 3 de dezembro e não tem data prevista de encerramento.

As pessoas que estavam na fila em frente à agência esperando atendimento receberam uma carta aberta elaborada pela associação e folders de esclarecimento. ?Muitas pessoas estão contra nossa greve. Queremos que elas conheçam os motivos que nos fizeram parar com nossas atividades normais e saibam que, se nossas reivindicações forem atendidas, isso vai resultar em benefícios à própria população?, declarou o diretor da associação, Marco Antônio di Nápoli.

Os médicos peritos reivindicam: aprovação de um plano de carreira; realização imediata de concurso público para contratação de 8 mil médicos (o último concurso aconteceu em 1975); recebimento de salário compatível com as responsabilidades de suas funções; melhoria das condições de trabalho; melhoria no atendimento prestado aos segurados; e não realização de terceirizações da perícia médica. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)