Brasília – O presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado, Paulo Paim (PT-RS), emocionou-se e chegou a chorar hoje (3), ao pedir desculpas, em nome do Senado e do povo brasileiro, aos estudantes africanos que tiveram seus apartamentos parcialmente queimados na Universidade de Brasília (UnB) na semana passada.

"O que foi cometido contra esses jovens tem o repúdio da ampla maioria do povo brasileiro. Queria que esses jovens aceitassem nosso pedido de desculpas, não só do Senado, mas do povo brasileiro", disse Paim.

Neste momento, cinco dos estudantes cujos apartamentos foram queimados na madrugada da última quarta-feira (28) participam de audiência pública na comissão.

Presente à audiência, O reitor da UnB, Timothy Mulholland, também pediu desculpas aos estudantes: "A UnB quer pedir desculpas a esses jovens que sofreram essa violência dentro da nossa Casa".