Os passageiros da Varig estão levando até 30 horas para chegar a destinos que não requerem mais do que duas ou três horas de viagem. Muitos deles precisam pernoitar em mais de um lugar à espera de realocação de suas conexões. E a situação está se agravando hoje: até as 11h30 chegava a 162 o número de trechos de vôos cancelados, segundo a Infraero. Até o meio-dia, 53 vôos inteiros haviam sido cancelados.

Em alguns casos, o prejuízo do passageiro é duplo pois, além do atraso, é preciso arcar com despesas de alimentação e hospedagem. No Aeroporto Internacional de Guarulhos, os guichês da Varig continuavam vazios e as salas de espera, lotadas, por volta das 12h30. A sala vip havia sido desativada.