SELO260706.jpgOutro momento marcante na história de Curitiba e que ganhou grande destaque nas páginas de O Estado do Paraná foi a visita do papa João Paulo II à cidade. No dia 6 de julho de 1980, dia seguinte à chegada do sacerdote à capital paranaense, O Estado destacava na manchete: ?A todos abençôo de coração?, a frase dita pelo papa na benção ao povo curitibano.

Naquela edição, foram mais três páginas internas mostrando todos os passos de João Paulo II na cidade, além do editorial, que destacava o poder do papa, capaz de reunir milhões de pessoas: ?Um poder além da força deste mundo, que nenhum estadista ou governo pode usufruir?.

Além das ações do papa, que foi homenageado pela comunidade polonesa no estádio Couto Pereira, o jornal também destacou o sacrifício dos fiéis para ver o pontífice. Mostrou as cerca de 1 milhão de pessoas que se aglomeravam no trajeto entre o Aeroporto Afonso Pena e o estádio, as famílias que vieram do interior só para ver o papa e o pessoal que acampou na sexta-feira no Centro Cívico para garantir um bom lugar na missa de domingo.

No dia 8 de julho (dia seguinte à partida do papa de Curitiba), a visita ganhou, além da capa, mais seis páginas do jornal, que disse ter sido impossível contar o número de fiéis que participaram da missa. Segundo a reportagem, a multidão tomou toda a Avenida Cândido de Abreu. O Estado destacava a menção do papa à diversidade de raças do povo brasileiro, todas unidas para ?ouvir a boa nova de Jesus Cristo?.

Um dos destaques jornalísticos da visita do papa foi a cobertura fotográfica do jornal. E, na semana seguinte à visita de João Paulo II, O Estado abriu espaço para a publicação de uma série de fotos do papa com o povo curitibano. ?Até o Vaticano pediu minhas fotos?, revela Lucimar do Carmo, um dos fotojornalistas responsáveis pela cobertura do evento.